sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Half of me.


"Que a força do medo que tenho não me impeça de ver o que anseio. Que a morte de tudo em que acredito. Não me tape os ouvidos e a boca. Porque metade de mim é o que eu grito. Mas a outra metade é silêncio.
Que a música que ouço ao longe. Seja linda ainda que tristeza. Que a mulher que eu amo seja pra sempre amada. Mesmo que distante. Porque metade de mim é partida. Mas a outra metade é saudade.
Que as palavras que eu falo. Não sejam ouvidas como prece e nem repetidas com fervor. Apenas respeitadas. Como a única coisa que resta a um homem inundado de sentimentos. Porque metade de mim é o que ouço. Mas a outra metade é o que calo.
Que essa minha vontade de ir embora. Se transforme na calma e na paz que eu mereço. Que essa tensão que me corrói por dentro. Seja um dia recompensada. Porque metade de mim é o que eu penso mas a outra metade é um vulcão.
Que o medo da solidão se afaste, e que o convívio comigo mesmo se torne ao menos suportável. Que o espelho reflita em meu rosto um doce sorriso. Que eu me lembro ter dado na infância. Por que metade de mim é a lembrança do que fui. A outra metade eu não sei.
Que não seja preciso mais do que uma simples alegria. Pra me fazer aquietar o espírito. E que o teu silêncio me fale cada vez mais. Porque metade de mim é abrigo. Mas a outra metade é cansaço.
Que a arte nos aponte uma resposta. Mesmo que ela não saiba. E que ninguém a tente complicar. Porque é preciso simplicidade pra fazê-la florescer. Porque metade de mim é platéia. E a outra metade é canção.
E que a minha loucura seja perdoada. Porque metade de mim é amor. E a outra metade também."
                                         Oswaldo Montenegro.

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

Do not give up.





"Faça. Continue fazendo. Mesmo que não percebam a evolução. Continue fazendo. Mesmo que não deem valor as transformações. Faça e faça bem feito, mesmo que por estar tão próximo não sejam capazes de notar.
Tente, se errar, tente novamente. Se pensar em desistir, desista de pensar em desistir e continue acreditando. Quando estiver cansado, respire, se imagine onde deseja estar. Confie. É preciso que alguém mantenha essa confiança e a disciplina te leva a esse estágio. Você precisa confiar em si mesmo, ainda que todos duvidem, ainda que todos desdenhem, ainda que até a pessoa que você mais ama não seja capaz de confiar.
Não espere nada de ninguém. Toda esperança é frustrada SEMPRE.
Faça sem desejar nada em troca. Faça porque te faz bem. Faça porque ao estar colocando em prática te sentes vivo.
Ouse, arrisque, viva. Não deixe que ninguém conquiste o impossível por você. Não tema o desconhecido. Enfrente se preciso for.
Tenha fé, não precisa colocar seus anseios nas mãos de nenhuma divindade, mas mantenha a fé, ela é o canal por onde toda sua força de vontade e todo o seu pensamento positivo circulará.
Seja tolerante com quem é incapaz de lhe entender. Seja rigoroso com seus compromissos. Ao se comprometer, assuma todas as consequências. Lute. Lutar enobrece a alma, fortalece o ser.
Enquanto eles dormem, nós trabalhamos. Enquanto eles se divertem, nós vamos abrindo os caminhos.
Divirta-se, esbalde-se, exercite seu limite. Se preciso for, exagere para descobrir até onde é capaz de chegar, mas faça com consciência. A consciência é a medida que determina o veneno da cura.
Quando tudo isso acabar, pois nada é eterno de fato, perceba, você proveu forças de transformação, não passou em vão por esta existência, registrou algo nesse plano.
Faça seus planos consciente de que a diferença entre o sucesso e o Fracasso é o tempo que o fracassado levou para desistir.
Não desista."

                                                                                                                                                              Tico Sta Cruz

domingo, 19 de fevereiro de 2012

























Risk.





‎''É preciso arriscar. Arriscar as fichas, o corpo, a alma. É preciso arriscar no amor, na vida! É preciso arriscar nas tentativas de esquecer ou de lembrar. De esquecer definitivamente os problemas e quem, de alguma forma foi o culpado por isso. É preciso arriscar em esquecer o que não faz bem. É preciso arriscar, porque pessoas aparecem e desaparecem sem nenhum pedaço de nós. Outras aparecem e parecem levar o corpo inteiro, parecem rasgar ao meio, queimar a parte do peito. Mas é preciso arriscar. Arriscar ser feliz! Porque só depois que a gente perde, a gente aprende, ou incertamente com toda certeza imagina que sabe jogar melhor que antes.'' Iandê Albuquerque

sábado, 18 de fevereiro de 2012

Bonfire of disappointments



"Vai em frente e seja feliz. Tente sempre realizar os sonhos seus e de quem encontrar que te pareçam sinceros também. Só não se esqueça que o amor é de vidro..Que alguns sorrisos que te dão são de cera e nossa vida aqui na cidade é uma fogueira de desilusão com faíscas de felicidade!


                                                                                         Natiruts