quinta-feira, 23 de junho de 2011

Eyes.





Depois de descobrir que você tem feições específicas relacionadas a sentimentos por mim. E que você sente minha falta quando não estou por perto. E que eu sou ''tudo isso'' pra você. E que mesmo assim não admite que o seu coração é só meu. 
Pude perceber que se algum dia suas mãos resolverem outra vez, de fato, se juntarem as minhas, será quando você perder esse seu orgulho infantil e passar a enxergar o óbvio. 
E até lá, por favor, pare de me olhar com esses olhos molhados, que me lembram o mar de Saquarema.


(18/06/11)

Nenhum comentário:

Postar um comentário